Nova Monte Verde - Quarta-Feira, 27 Jan 2021
Notícias / Política

Postada em 06 de Janeiro de 2021 às 11h18min

Botelho rejeita vaga no TCE e admite ser vice de Mauro Mendes em 2022

Segundo o presidente da AL, nesse momento não tem vaga e mesmo que surgisse, ele não teria pretensão alguma de ocupá-la.

Texto: Max Aguiar/Olhar Direto
Botelho rejeita vaga no TCE e admite ser vice de Mauro Mendes em 2022
Foto: Max Aguiar/Olhar Direto
O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM), descartou nesta terça-feira (5) qualquer possibilidade de ser indicado para a próxima vaga a ser aberta para o cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Há a expectativa de que um dos membros da corte entre com pedido de aposentadoria neste ano. 

Segundo o presidente da AL, nesse momento não tem vaga e mesmo que surgisse, ele não teria pretensão alguma de ocupá-la. "Eu não sei nem se tem vaga. Se tiver a vaga eu não sou candidato. E isso não é um pedido do governador. Eu não tenho essa vontade de ir para lá", disse Botelho.

Botelho planeja como será seu terceiro mandato como presidente do Poder Legislativo, que se inicia em fevereiro, e não descarta novos rumos políticos para 2022. Ele inclusive pode ser vice-governador do Estado na chapa com Mauro Mendes (DEM), que já confidenciou a ele que é candidato à reeleição.

"Talvez possa ser vice de Mauro. Tudo é possível. Se os pares insistirem para eu ir para o TCE, é sinal que eles não estão satisfeitos comigo aqui. O Mauro falou que é candidato à reeleição. Reeleição", disse o presidente. 

A vaga cotada para ser aberta no Tribunal de Contas pertence ao conselheiro afastado Waldir Teis, que estuda pedir aposentadoria ainda neste começo de ano. Seguindo o mesmo trâmite, o conselheiro José Carlos Novelli também pedirá aposentadoria. Para essa vaga, que pertence à indicação do governo do estado, são dois cotados: Mauro Carvalho e Rogério Gallo. 

DICAS IMPORTANTES

Detran-MT orienta sobre cuidados com a segurança e o transporte de bicicleta

Veja mais